Botas de bico fino podem ir de elegantes à vilã dos pés

Imagem - Divulgação

O inverno é tido como a estação da elegância e, para muitas mulheres, as botas de bico fino estão entre os itens indispensáveis para a composição do visual. Mas o uso frequente desse tipo de modelo, bem como de outros calçados com o mesmo formato na ponta, pode levar ao desenvolvimento de calosidades plantares, dor que acomete a região abaixo dos dedos, por ficarem um longo período pressionado, podendo ser responsáveis pelo aparecimento do joanete.

“O bico fino faz uma compressão nas estruturas dos dedos do pé, especialmente no dedão e no dedinho. A situação ocasiona um desvio no osso do dedão, podendo gerar uma deformidade óssea, como o joanete”, explica o ortopedista membro da ABTPé (Associação Jogos De Caça-níqueleira de Medicina e Cirurgia do Tornozelo e Pé), Dr. Felipe Borlot.

Para evitar ou, no caso de quem já possui não piorar, o recomendado é evitar os calçados de bico e aqueles muito flexíveis, como sapatilhas, que deformam o pé a cada passo. “Se a pessoa tem o joanete, o dedão está desalinhado e, quanto mais vezes houver essa deformação ao longo do dia, por estímulo de calçado ou ausência de proteção no calçado, a tendência é que um aumento da deformidade”, ressalta.

Uma complicação relacionada ao joanete é a artrose do dedão, quando o revestimento de cartilagem – tecido que permite a mobilidade da articulação – é gasto. “Quando há perda da cartilagem, um osso começa a bater no outro, ocasionando uma grande inflamação na articulação, impossibilitando a pessoa até de andar”, salienta.