Sindicato acha desnecessária paralisação dos caminhoneiros dia 27

Aumentos estão sendo repassados para preço do frete, atacadistas e consumidores

Zé Trovão, líder da greve de caminhoneiros em 2018 anunciou na madrugada desta segunda-feira (20) uma paralisação da categoria dia 27 de junho. Ele pede que o preço do diesel tenha uma redução de 25% na bomba. O Sindicato dos Caminhoneiros Autônomos de Catanduva, com 2.500 filiados, informa que ainda não decidiu se vai ou não participar do movimento, mas acha o movimento desnecessário.

O presidente Luís Antônio da Silva diz que todos os aumentos do combustível estão sendo repassados ao frete e que não vê problema para a categoria nesse momento. Mas adianta que o assunto vai ser resolvido em Assembleia da categoria.

Os caminhoneiros têm várias representações diferentes. O presidente do Sindicato dos canhoneiros autônomos de Rio Preto não foi encontrado. A representação de Catanduva e grande e a base a categoria é em 63 cidades do Noroeste Paulista.

A decisão anunciada por Zé Trovão é destinada a evitar que os preços da gasolina e do diesel continuem aumentando a partir da Petrobras. A princípio, não é uma greve. Apenas uma paralisação par demonstrar a posição dos caminhoneiros.

 

Da REPORTAGEM.